Saúde dos Cabelos – Sedonax Entrevista

Entrevista Terapeuta Capilar Cleide Aguiar

Muitas são as dúvidas que giram em torno da saúde dos cabelos. Não existe tratamento ou produto milagroso que garanta cabelos bonitos e saudáveis se a atenção com os fios não começar pelos cuidados diários. A saúde dos cabelos está relacionada a diversos fatores:  bons hábitos de higienização, atenção no uso de produtos específicos e de boa qualidade, fazer procedimentos capilares invasivos com profissionais qualificados e claro, ter um estilo de vida saudável – com menos estresse e com alimentação equilibrada.

Além de todos esses cuidados é necessário também observar se seu cabelo não está querendo te contar alguma coisa sobre a sua saúde. Pelos nossos fios é possível identificar problemas de ordem hormonal, emocional e até mesmo deficiência de vitaminas e minerais

Mulher negra jogando o cabelo cacheado.

O cabelo pode revelar diversas questões sobre a nossa saúde

O cabelo além de tudo é a moldura do rosto e, especialmente no caso das mulheres, é algo ligado diretamente à autoestima. Provavelmente você deve ter alguma questão estética com seu cabelo que gostaria de resolver. Oleosidade, pontas duplas, ressecamento, cabelos quebradiços, opacos, muito volume, pouco volume, queda, crescimento difícil. Mas calma que tudo isso tem solução! 

Convidamos a Terapeuta Capilar e Docente da área de Estética Cleide Aguiar para tirar algumas das principais dúvidas sobre saúde dos cabelos e como cuidar corretamente para evitar que os fios caiam, enfraqueçam ou para recuperá-los. 

Quais condições podem levar à perda excessiva de cabelo? 

A queda capilar excessiva está associada a diversos fatores que podem desencadear inflamações e alterações no couro cabeludo, como excesso de oleosidade, seborreia, dermatite, psoríase entre outras patologias. Assim como alterações hormonais, deficiência de vitaminas, stress, trauma, pós cirurgia, alguns medicamentos, alimentação incorreta ou até mesmo a falta de higienização correta.

O que é a alopecia?

Alopecia é a diminuição, queda ou ausência de pelos capilares. Pode acometer homens e mulheres com padrões diferenciados, podendo ser localizada ou generalizada.

A alopecia também pode ser congênita (genética) ou adquirida.

Existem alguns tipos de alopecia sendo a cicatricial a mais comum. Essa condição, apesar de afetar uma parcela maior de homens, também pode atingir mulheres e resulta na atrofia do folículo capilar impedindo o nascimento de novos fios na região, podendo ser primária ou secundária. A primária afeta o folículo piloso que é de onde saem os pelos, e a secundária ataca a camada dérmica, podendo haver a destruição do folículo, o que causa a perda permanente de cabelos na região afetada. Ela pode ocorrer por consequência de dermatoses, infecções fúngicas ou bactericidas, traumas, queimaduras físicas ou químicas e neoplasias. 

 

É importante estar atenta aos sinais do cabelo

 

Como saber se a pessoa sofre com essa condição? 

Para identificar é necessário uma avaliação detalhada por meio de exames de tricoscopia, tricograma ou biópsia ajuda, que auxiliam na identificação.

Quais são os sintomas? 

Os principais sintomas são a queda excessiva e padrões de perda capilar visível, quando ficam falhas aparentes na região do cabelo.

Qual profissional a pessoa deve procurar para tratar esse tipo de problema?

Hoje existe uma equipe multidisciplinar em que vários profissionais podem trabalhar em conjunto para melhorar, amenizar ou retardar a alopecia. São eles dermatologista, nutricionista, tricologista e terapeuta capilar.

Falta de cuidados, estresse e problemas hormonais podem ocasionar a queda de cabelo

Em geral, como as mulheres que sofrem com essa condição podem lidar com a situação? O que você aconselha?

Manter uma vida saudável, controle emocional e hormonal irão ajudar a melhorar essa condição. Também é importante inserir medidas de estímulo capilar, uso de linha home care de boa qualidade e acompanhamento com profissionais qualificados.

Quais fatores ocasionam a queda de cabelo nas mulheres?

Os principais fatores que ocasionam a queda capilar na mulher são distúrbios hormonais, infertilidade, obesidade, diabetes, déficit de vitaminas, estresse, entre outras questões. A falta de cuidados com a saúde e com cabelo também podem favorecer queda.

É comum perdermos cabelo, mas como identificar quando essa queda é normal e quando é uma condição que compromete a saúde?

A média de queda capilar normal é em torno 100 a 200 fios por dia, dependendo da massa capilar. O aumento e aparecimento de falhas no couro cabeludo podem indicar algo anormal e nesse momento é muito importante buscar profissionais que possam tratar o problema. 

Muitas pessoas deixam de lado ao perceber a queda, pensado que magicamente irá melhorar ou que não é nada quando isso pode estar associado a um problema maior de saúde. Além de que, com a perda excessiva a autoestima fica afetada e isso pode levar a um quadro depressivo. Ou seja, um problema que parece pequeno pode levar a outros bem maiores.  

Buscar um profissional para tratar problemas relacionados à queda capilar é fundamental

Quais tratamentos são indicados para quem está sofrendo com a queda de cabelos?

O tratamento gira em torno de medicamentos prescritos por médicos, farmacológicos, dermocosméticos, recursos como alta frequência, led, laser, carboxiterapia, microagulhamento ou intradermoterapia.

O que fazer para evitar a queda de cabelo? 

Cuidados com hábitos alimentares, com a saúde emocional, exames periódicos e uso de nutracêuticos podem impedir a queda excessiva de cabelos. 

Quais alimentos ajudam a manter a saúde dos fios? 

Alimentos ricos em vitaminas e minerais, como frutas, peixes, carnes magras, oleaginosas e outros.

Atrelar o consumo de vitaminas aos hábitos diários e alimentação correta favorece o crescimento capilar

Você considera importante atrelar um complemento para o crescimento capilar? 

Todos nós devemos consumir uma quantidade mínima adequada de vitaminas e minerais diariamente para manter nossa saúde equilibrada, porém, na vida agitada e corrida que levamos é quase impossível consumir tudo que precisamos apenas na base da alimentação. Por isso considero importante o uso de nutracêuticos, que são complexos vitamínicos como o Sedonax. Eles ajudam a equilibrar e aumentar os indícios ativos necessários no corpo que favorecem o crescimento dos cabelos, das unhas e melhoram o aspecto da pele. 

O que você aconselha para quem sofre com a queda de cabelo? 

Procurar ajuda clínica e orientações adequadas de cuidados. 

Deixe algumas dicas de cuidados essenciais com o cabelo. 

Lavar regularmente os cabelos com produtos indicados para seu tipo de cabelo. Realizar tratamentos mais profundos, como reconstrução e hidratação periodicamente. 

Sempre higienizar escovas e pentes, que devem ser de uso individual. 

Lavar os cabelos massageando o couro cabeludo ao invés de esfregar com as unhas faz toda diferença, pois  estimula a circulação sanguínea e evita ferimentos. 

Lavar em água morna mais para fria para não ressecar e queimar os fios. 

Buscar ter hábitos saudáveis em geral, pois isso reflete em todo nosso sistema funcional.

Esse post foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe seu comentário